Acesso Rápido

Fevereiro Vermelho
Publicado em: 04/02/2021 ás 16:45:00

   A dependência química (drogas lícitas ou ilícitas) é considerada uma doença pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O uso indevido de drogas perpassa as diversas classes sociais, faixas etárias, gênero, cor, constituindo-se em um problema de saúde pública. Suas causas são multifatoriais e suas consequências afetam a saúde biopsicossocial do sujeito.

   De acordo com as estatísticas do Relatório Mundial Sobre Drogas lançado pela ONU, estima-se que 271 milhões de pessoas entre 15 e 64 anos - usaram drogas em 2017. Entre os anos de 2000 e 2015, aumentaram em 60% as mortes causadas diretamente pelo uso de drogas lícitas e ilícitas no planeta. Conforme estimativas da OMS são cerca de 500 mil mortes ao ano.

   Em relação ao Brasil, os dados também são alarmantes, cerca de 700 mil pessoas consomem drogas no país e o número de mortes decorrentes desse uso também tem crescido, verificando-se um aumento de 58% de óbitos nos últimos anos.

   O tratamento pode ser realizado na rede pública de saúde através das Unidades Básicas de Saúde (UBS), dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e dos Centros de Atenção Psicossocial de Álcool e Drogas III (CAPS AD).

Notícias relacionadas